Rinoplastia: qual a melhor técnica, aberta ou fechada? | Otorrinolaringologista Florianópolis e São José | Dr. Guilherme Guerra
16222
post-template-default,single,single-post,postid-16222,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Rinoplastia: qual a melhor técnica, aberta ou fechada?

Rinoplastia: qual a melhor técnica, aberta ou fechada?

Uma dúvida muito comum dos pacientes é sobre qual a melhor técnica para realização da rinoplastia, a aberta ou a fechada.

A verdade é que, quando bem indicadas, ambas as técnicas podem produzir excelentes resultados.

A técnica aberta tem como principal vantagem uma melhor exposição das estruturas nasais, permitindo ótima visualização e realização de manobras cirúrgicas que seriam muito trabalhosas e de pouca precisão se fossem feitas com a técnica fechada. Como desvantagens, podemos citar o maior tempo cirúrgico e o edema mais prolongado no pós-operatório, principalmente na região da ponta nasal.

Dentro da tendência atual de rinoplastia estruturada, na qual as estruturas de suporte nasais são reforçadas e moldadas permitindo resultados mais previsíveis, mais duradouros, e sem aquele aspecto “artificial de nariz operado”, a técnica aberta tem sido a nossa preferência na maioria dos casos.

Já a técnica fechada, apesar de menos utilizada atualmente, ainda tem seu espaço nos casos mais simples nos quais apenas alguns discretos ajustes sejam necessários.

Converse com seu cirurgião para que juntos cheguem a um consenso sobre qual a melhor técnica para o seu caso.

Ficou com alguma dúvida? Fique à vontade para mandar sua pergunta!

 

www.drguilhermeguerra.com.br



WhatsApp
Enviar